Saúde e Globalização é tema de debate

Por: Fiocruz Brasília
12/11/2019

André Freire (Nethis/Fiocruz Brasília)

França, novembro de 2019. Emmanuel Macron, presidente do país, apresenta uma nova política de imigração com restrições ao acesso à seguridade social: postulantes a asilo recém-chegados só poderão utilizar serviços de saúde em caso de urgência. Diante das crises humanitárias que afetam todo o mundo, como está a atual situação da mobilidade humana internacional e a saúde dos migrantes? No dia 21 de novembro, a partir das 14h, o X Ciclo de Debates: Saúde e Globalização traz esse e outros temas referentes à saúde em regiões de fronteiras, no auditório interno da Fiocruz Brasília.

Inscreva-se aqui. As inscrições são gratuitas e os presentes receberão certificado de participação emitido pela Escola Fiocruz de Governo (EFG), em Brasília.

Participam do debate Deisy Ventura, professora titular da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP) e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Global e Sustentabilidade da Universidade, e Rivaldo Venâncio, coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Neste semestre, o Ciclo de Debates tem formato de curso a distância. Saiba mais aqui.

X Ciclo de Debates – O Ciclo de Debates é promovido pelo Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília). A representação brasileira da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) apoia a realização das sessões. Acesse as sessões anteriores aqui.