Covid-19 e as populações em situação de vulnerabilidade e de rua

Por: Fiocruz Brasília
29/07/2020

A Fiocruz Brasília tem recebido por e-mail e redes sociais muitas perguntas sobre o novo coronavírus e a doença que ele causa, a Covid-19. É normal que apareçam várias dúvidas e o ideal é esse mesmo: buscar fontes de informação confiáveis! Para esclarecer as questões, convidamos o pesquisador e psicólogo sanitarista do Núcleo de Pesquisa sobre População em Situação de Rua da Fiocruz Brasília, Marcelo Pedra. 

 

Para buscar algum conteúdo específico nesta página, você pode usar o comando Ctrl + F, no teclado do seu computador, e digitar uma palavra-chave para localizá-la. 

 

1 – Com a Covid-19, pela primeira vez as pessoas estão pensando na morte muito próxima. Essa expressão de morte fica evidente também nas pessoas em situação de rua?

 

2 – Como fazer a ciência chegar até os mais vulneráveis?

 

 

3 – E as mulheres gestantes em situação de rua? Serão priorizadas também?
 

 

4- O que está sendo feito com os migrantes? 

 

5- Como acolher centenas de pessoas em situação de rua no mesmo espaço sem aumentar a exposição? 

 

6 – Os Consultórios na Rua são formados por equipes multidisciplinares que abordam, acolhem e inserem no Sistema Único de Saúde pessoas em situação de rua e em vulnerabilidade. Qual o critério para local ter consultório na rua? É limitado a número de habitantes no município? 

 

7 – Que ações para Redução de Danos podem ser adotadas para preservar a saúde dessa população em tempos de pandemia? Como se dará o funcionamento dos abrigos e quais equipes deverão trabalhar neles?

 

8- Como lidar com a questão da dependência química em um contexto de isolamento social? 

 

9- Qual a orientação para população migrante e refugiada? 

 

10- E nos municípios onde não existem os serviços de consultório de rua, qual a sugestão para que nesse momento haja uma atuação eficaz da saúde em parceria com a assistência social para esta demanda? O Centro Pop pode ser utilizado como local de abrigamento nesse momento? 

 

11- Que medidas podem ser adotadas para cuidado e proteção das pessoas que realizam trabalho informal nas ruas?  

 

12 – Como ajudar as pessoas em situações de rua, doando marmitas e água, evitando a nossa contaminação e a deles? 

 

13- E como será o pós epidemia, todos de volta para as ruas? Quais políticas podem ser fortalecidas ou criadas para garantir os direitos dessa população? 

 

14 – Qual a importância dos programas de distribuição de renda para combater a pobreza e auxiliar moradores de comunidades e de rua para enfrentar as dificuldades advindas do novo coronavírus? E qual a importância dos serviços de saúde e assistência social como os Consultórios na Rua e os Centros Pop para combater a Covid-19? 


15-Já existem pesquisas e relatos de experiências de ações com populações de rua durante a pandemia?
 

 

 

 

Além do podcast “Viralizados”, disponível nas plataformas Spotify, SoundCloud e Youtube, você pode conferir as cartilhas da série Saúde Mental e Atenção Psicossocial na pandemia covid-19 e o programa Conexão Fiocruz Brasília, que contou com a participação do psicólogo sanitarista Marcelo Pedra, pesquisador da Fiocruz Brasília; da assistente social Carolina Sampaio, da equipe do Consultório na Rua da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal; a vice-diretora da Fiocruz Brasília, Denise Oliveira e Silva; e a coordenadora social da Revista Traços, Hellen Cris Vaz. Não deixe de acessar o nosso site e indicá-lo aos amigos e à família.  

 

 

 

Cartilhas: