Selo Sergio Arouca legitima qualidade das informações em saúde

Por: Fiocruz Brasília
06/06/2016

Foi lançado, pela Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), o Selo Sergio Arouca de Qualidade da Informação em Saúde na Internet. A iniciativa foi anunciada na abertura do 32º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que está ocorrendo no Ceará, Fortaleza, até o dia 4 de junho. A ideia inicial é certificar sítios eletrônicos das Secretarias Municipais de Saúde de todo o Brasil para que, assim, após passarem por avaliações, entrem em conformidade com indicadores e critérios que atestem a qualidade das informações por eles disponibilizadas. Esse projeto está sob a coordenação do pesquisador da Ensp e coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade, André Pereira Neto. O diretor da Ensp, Hermano Castro, que legitimou a iniciativa, defende a avaliação como estratégica para a melhoria do SUS. Em breve, o Selo também será oferecido para outros órgãos e iniciativas.

O processo de avaliação será de acordo com a demanda das próprias secretarias. Segundo André, o lançamento foi pensado para esse evento, pois é uma oportunidade de encontrar e atingir o público exato para o qual o Selo está direcionado neste primeiro momento. O pesquisador argumentou que quase todas as secretarias têm sites na internet e difundem informações sobre prevenção de doenças e promoção da saúde. No entanto, disse ele, tais informações podem estar desatualizadas ou de difícil compreensão para a sociedade. “O que esperamos é que, com o processo de avaliação, os sites estejam em conformidade com os indicadores e critérios utilizados e receba o Selo Sergio Arouca de qualidade da informação. Assim, os usuários poderão confiar na informação”, comentou André Pereira.

Para o diretor da Ensp, Hermanos Castro, a avaliação da qualidade da informação dos sites das Secretarias Municipais de Saúde é uma atividade estratégica para a melhoria do SUS. “Nos últimos anos, o Laboratório Internet e Saúde, ligado ao Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria da Ensp (Laiss/CSEGSF/Ensp), desenvolveu uma das atividades mais criativas e inovadoras da Escola”, destacou. Ainda segundo ele, essa experiência envolveu profissionais de diferentes setores da Fiocruz e contou com a participação de diversos moradores de Manguinhos. Castro ressaltou que todas as avaliações já realizadas no âmbito desse projeto foram realizadas com esmero científico que caracteriza a produção acadêmica de nossa centenária instituição. “Por essa razão, a Direção da Ensp delega ao Laiss/CSEGSF a competência de conferir o Selo Sergio Arouca de qualidade de informação aos sites das secretarias”, anunciou Hermano Castro.

Confira aqui o vídeo que o Laiss/CSEGSF/ENSP produziu convidando os interessados a participarem da avaliação.

O Laiss e as avaliações em saúde

O Laboratório Internet, Saúde e Sociedade foi criado em 2009, com o apoio recebido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). Ele atua na linha da promoção da saúde estimulando o empoderamento do cidadão a partir da alfabetização digital e da avaliação da qualidade da informação sobre saúde na Internet. Vinculado ao Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF), o Laiss é voltado prioritariamente para moradores do Complexo de Manguinhos e demais colaboradores da Fiocruz.

As pesquisas realizadas por André sobre avaliação de sites já foram divulgadas inúmeras vezes pelo Informe ENSP e também pela grande imprensa, visto a importância, originalidade e contemporaneidade da temática. Estudos nacionais e internacionais mostram que cada vez mais pessoas acessam a rede para conseguir informação sobre sua condição de saúde, de parentes, amigos e, até mesmo, obter diagnósticos. Entre os temas já avaliados estão os sites de dengue, tuberculose e aleitamento materno. Além disso, o pesquisador já orientou trabalhos e publicou artigos seguindo a mesma temática da internet e as transformações das relações médico-paciente.