IX Ciclo de Debates: regulação internacional do tabaco

Por: Fiocruz Brasília
21/08/2018

Os avanços e os desafios em saúde pública global decorrentes da assinatura da Convenção-Quadro da OMS para Controle do Tabaco (CQCT/OMS), tratado internacional que dispõe sobre medidas para a redução da epidemia do tabagismo em nível mundial, são alguns dos pontos a serem ressaltados pela diretora-presidente da ACT Promoção da Saúde, Paula Johns, na sessão de 30 de agosto do IX Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública. A atividade será realizada no auditório interno da Fiocruz Brasília, a partir das 8h30.

Os presentes receberão certificado de participação, emitido pela Escola Fiocruz de Governo (EFG) da Fiocruz Brasília. Inscreva-se aqui.

Além de Paula Johns, o debate contará com a participação do coordenador do Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo do Instituto de Doenças do Tórax, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Alberto José de Araújo. O assessor da Fiocruz Brasília Agenor Álvares da Silva, pesquisador associado ao Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde da Fiocruz Brasília (Nethis), coordenará a mesa.

“O tabaco é o ‘santo graal’ em saúde pública global porque é uma referência. As outras áreas que também estão associadas às doenças crônicas não-transmissíveis gostariam de ter uma convenção-quadro”, avalia a diretora. De acordo com ela, há tratamento diferenciado quanto à elaboração de políticas de controle de álcool e de alimentos ultraprocessados, por exemplo. “Porém, se olharmos para essas duas indústrias, notamos que elas têm um impacto sobre a saúde pública global tão grande quanto a do tabaco”, sustenta Paula.

Para a diretora, um dos obstáculos ao controle de fatores associados às DCNT surgidos após a assinatura da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco é a possível estratégia traçada pelas indústrias de bebidas alcoólicas e de alimentos ultraprocessados quanto a futuras regulações internacionais nessas áreas. “Da mesma forma que a saúde pública usa a política de tabaco como parâmetro, tenho certeza que as outras indústrias usaram a CQCT/OMS como referência para se precaverem que aconteça algo similar com elas”, alerta.

Agenda
As atividades do IX Ciclo de Debates deste semestre acompanham os temas do Observatório de Regulação Internacional de Fatores de Risco Associados às Doenças Crônicas Não Transmissíveis, projeto coordenado pelo Nethis.

o    20 de setembro, “Regulação Internacional de Alimentos Ultraprocessados”.
Inscreva-se gratuitamente aqui;
o    18 de outubro, “Regulação Internacional de Agrotóxicos”.
Inscreva-se gratuitamente aqui;
o    22 de novembro, “Regulação Internacional de Álcool”.
Inscreva-se gratuitamente aqui.

Ciclo de Debates
O IX Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública é organizado pelo Nethis. A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e a Fiocruz Brasília apoiam a realização das sessões. As sessões são gravadas e disponibilizadas na videoteca Nethis.

*Com edição da Ascom/Fiocruz Brasília