Covid-19: cartilha aborda situação de pessoas migrantes, refugiadas, solicitantes de refúgios e apátridas

Por: Nathállia Gameiro
30/04/2020

A Fiocruz Brasília disponibiliza, nesta quinta-feira (30/4), mais uma cartilha da série “Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia Covid-19”, sobre pessoas migrantes, refugiadas, solicitantes de refúgio e apátridas, produzida por pesquisadores colaboradores do Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde (Cepedes/Fiocruz), sob coordenação de Débora Noal e Fabiana Damásio, diretora da Fiocruz Brasília.

 

O documento traz considerações sobre a diversidade cultural, aborda o contexto da pandemia, saúde mental e migração e faz recomendações de cuidados específicos durante a pandemia, entre elas, “reconhecer as especificidades dos grupos migrantes e dos sujeitos, incluindo vulnerabilidades sociais e econômicas para que estratégicas de atenção sejam delineadas; promover o acesso aos direitos básicos garantidos (saúde, moradia, educação, trabalho) e a benefícios sociais, incluindo benefícios emergenciais, por meio do encaminhamento à organizações da sociedade civil, governamentais e internacionais de atendimento aos migrantes; e desenvolver o trabalho em diálogo com os grupos de migrantes para que também sejam sujeitos (e não somente beneficiários passivos) das ações preventivas e de cuidado, incluindo-os nas decisões e na produção de material informativo”. 

 

Na cartilha, é possível também ter acesso a sites relacionados à temática, indicados no documento.

Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia Covid-19: pessoas migrantes, refugiadas, solicitantes de refúgio e apátridas