Programa de Formação de Trabalhadores do SUAS

Por: Fiocruz Brasília
31/07/2019

A Fiocruz Brasília, por meio da cooperação técnica com a Secretaria Nacional de Assistência Social (TED 132911/2016), executou o Programa de Formação de Trabalhadores do SUAS, fundamentado na Política Nacional de Educação Permanente do SUAS, segundo a qual o trabalhador da assistência social é estimulado a compreender o vínculo entre sua prática e a prática social como construção de um projeto societário comprometido com a justiça social e a defesa dos direitos dos cidadãos.

Nessa perspectiva, foram elaborados materiais pedagógicos em quatro diferentes temáticas:
1) A criança e suas famílias no contexto dos serviços socioassistenciais;
2) Proteção social no SUAS a indivíduos e famílias em situação de violência e outras violações de direitos: fortalecimento da rede socioassistencial;
3) Serviço de acolhimento para crianças e adolescentes: proteção integral e garantia de direitos;
4) Articulação de redes para fortalecimento dos serviços socioassistenciais no território.


Clique na capa e conheça o material pedagógico:*:

Proteção Social a indivíduos e famílias em situação de violência no SUAS – Fortalecimento da rede socioassistencial
(PDF)


Proteção Social a indivíduos e famílias em situação de violência no SUAS – Fortalecimento da rede socioassistencial
Suplemento Metodológico
(PDF)



A criança e sua família no contexto dos serviços socioassistenciais
(PDF)



Serviço de acolhimento para crianças e adolescentes: proteção integral e garantia de direitos
(PDF)



Serviço de acolhimento para crianças e adolescentes: proteção integral e garantia de direitos
Suplemento Metodológico
(PDF)


* Em Flash Player ou em PDF no final do título.


Esses materiais apresentam a construção e disseminação de conhecimentos como pilares para o fortalecimento dos serviços socioassistenciais do SUAS, a partir dos princípios e diretrizes expressos na Política Nacional de Educação Permanente do SUAS – PNEP-SUAS.

Como descrito na PNEP-SUAS, a educação permanente é em si um projeto político-pedagógico:

ela diz respeito à formação de pessoas visando dotá-las das ferramentas cognitivas e operativas que as tornem capazes de construir suas próprias identidades, suas compreensões quanto aos contextos nos quais estão inseridas e seus julgamentos quanto a condutas, procedimentos e meios de ação apropriados aos diferentes contextos de vida e de trabalho e à resolução de problemas.

A instituição dessa política, por meio da Resolução n. 4, de 19 de março de 2013, do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), não apenas respondeu às demandas históricas por qualificação e formação dos profissionais que atuam no campo da política de Assistência Social, como desencadeou processos de formação e capacitação dos trabalhadores do SUAS com base em um projeto político-pedagógico de educação permanente, que valoriza a participação dos atores envolvidos na implementação do SUAS; a descentralização e compartilhamento de responsabilidades entre os entes federativos; a realização de diagnósticos de necessidades a partir dos locais e das experiências das equipes de trabalho; a priorização de metodologias ativas de ensino e aprendizagem; o monitoramento e a avaliação das ações.

Suporte Técnico