Fiocruz Brasília
  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

Fiocruz <br/> Brasília

 

A Fiocruz Brasília é um órgão da Presidência da Fiocruz e tem suas atribuições definidas pelo Decreto Presidencial nº 4.725/2003. Atualmente, e sobretudo diante da expansão da unidade nos últimos anos, suas atividades são norteadas por um conjunto de três eixos de atuação: Integração, Inteligência e Formação. 

Por estar localizada na capital da República, a Fiocruz Brasília busca promover a articulação e a Integração entre as unidades regionais da Fiocruz distribuídas pelo País, e também entre toda a instituição e órgãos ligados aos três Poderes da União (Executivo, Legislativo e Judiciário), e representações de entidades nacionais e internacionais ligados à saúde.

Por meio do eixo Inteligência, a instituição vem implementando ações e medidas que possam subsidiar todo o conjunto Fiocruz (e seus parceiros) de informações estratégicas para a tomada de decisão. E isso se dá por um processo de mapeamento, análise, tratamento e difusão de informações, estruturado sobre uma atuação em rede que considera as diferentes necessidades e realidades dos atores com os quais interage. 

O eixo Formação é conduzido pela Escola Fiocruz de Governo (EFG), juntamente com a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), e busca atender a demanda por capacitação e aperfeiçoamento dos trabalhadores ligados à saúde, majoritariamente no âmbito federal. Diversos cursos de pós-graduação, nas modalidades Atualização, Aperfeiçoamento, Especialização e Mestrado são promovidos em articulação com outras unidades da Fiocruz e com parceiros externos. 

Os três eixos de atuação orientam as atividades de todas as áreas da Fiocruz Brasília, tanto daquelas que integram a Coordenação de Programas e Projetos (CPP), quanto das suas Assessorias e Áreas Técnicas. Por meio da CPP, a instituição se dedica a trabalhos nos seguintes campos: Direito Sanitário; Alimentação, Nutrição e Cultura; Educação, Cultura e Saúde; Epidemiologia e Vigilância em Saúde; Promoção da Saúde, Ambiente e Trabalho, e Bioética e Diplomacia em Saúde.

Voltar ao topoVoltar