Fiocruz Brasília
  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

02/04/2018

Curso Avançado de Comparação Indireta


Mariella de Oliveira-Costa

Trabalhadores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária participarão, no mês de abril do Curso Avançado de Comparação Indireta. A iniciativa apresentará ferramentas e métodos para realização de estudos de comparação indireta, que envolve a compreensão dos vieses mais comuns e limitações desses estudos, critérios mínimos de qualidade, bem como a aplicação correta dos resultados dos estudos. 

Estudos de comparação indireta utilizam o método estatístico para aferir, por exemplo, a efetividade de medicamentos que já foram atestados na literatura científica, em estudos prévios. Quando se tem um medicamento novo no mercado, por exemplo, com esse tipo de estudo, é possível verificar como é o desempenho, ganho, segurança e eficácia do medicamento novo em relação a algo que já existe no mercado. Esses estudos são utilizados como forma de gerar a comparação, já que os estudos prévios de medicamentos nunca são realizados com a mesma população. 

Ao todo, 30 servidores públicos da Anvisa que tem conhecimento prévio em avaliação crítica de estudos clínicos e trabalham com o tema no seu cotidiano foram selecionados para participar. A médica do Instituto Nacional de Cardiologia  Marisa Santos, apresentará um avaliação dos métodos estatísticos e diferentes metodologias de estudos de comparação indireta bem como o tema da comparação indireta de desfechos contínuos e de sobrevida. 

O curso faz parte de um convênio da Fiocruz Brasília, por meio do Programa de Evidências em Políticas e Tecnologias em Saúde (Pepts) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).  As aulas serão realizadas de 20 a 23 de abril, no laboratório de informática da Escola Fiocruz de Governo (EFG). 

Voltar ao topoVoltar