Fiocruz Brasília
  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

01/10/2018

3º Colóquio de Análise de Redes Aplicada (Cara) abre chamada de trabalhos científicos


Mariella de Oliveira-Costa

Estudantes, pesquisadores e profissionais que trabalham com análise de redes já podem enviar trabalhos científicos para apresentação no 3º Colóquio de Análise de Redes Aplicada (Cara). Serão aceitos resumos expandidos com até três páginas incluindo referências e até três figuras. Os trabalhos devem incluir um resumo com até 200 palavras, seguido de objetivos, metodologia,  resumo de resultados encontrados ou esperados e referências.
 
O evento será realizado nos dias 4 e 5 de dezembro, com palestras pela parte da manhã e apresentação de trabalhos à tarde, conforme programação, no auditório externo da Fiocruz Brasília e em salas de aula da Escola Fiocruz de Governo. O objetivo principal do 3º Cara é discutir avanços e experiências concretas na aplicação da análise de redes em diferentes contextos na área da saúde e outras áreas, e propor recomendações em apoio as atividades de saúde pública e ao SUS em particular. Quatro temas principais serão abordados: Redes de Colaboração e Avaliação da Ciência e Tecnologia, Redes Biológicas e Doenças Infecciosas, Análise de Redes para Apoio à Gestão,  e Redes e Movimentos Sociais. 

O evento tem o apoio da Fundação Oswaldo Cruz, por meio da Escola Fiocruz de Governo,  Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde,  Casa Oswaldo Cruz,  Observatório de Ciência Tecnologia e Inovação em Saúde e a Gerencia Regional de Brasília, além da Universidade de Brasília e o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). Clique aqui para realizar a submissão de seu trabalho científico.  As inscrições para participação no evento estarão abertas em breve, no Campus Virtual da Fiocruz. 

Histórico 

A primeira edição do Cara em Brasília, em 2015, propôs  um espaço de interação e diálogo entre diversos profissionais e instituições, para gerar produtos e conexões entre pessoas e saberes. O evento contou com 193 inscritos e a programação incluiu oficinas, palestras ministradas por pesquisadores nacionais e internacionais, e apresentação de trabalhos. A segunda edição, na Fiocruz do Rio de Janeiro, contou com 150 participantes, palestrantes nacionais de diversas instituições de ensino e internacionais do Centro de Estudos em Tecnologia e Inovação da Universidade de Leiden, Países Baixos  e da Universidade de Lisboa, Portugal. 

 

Voltar ao topoVoltar